• PHARMAKON Farmacia de Manipulação e Homeopatia

Vitamina D - Não tomar sol pode provocar carência de Vitamina D?


A deficiência de Vitamina D é considerada um problema de saúde pública generalizado em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em grande parte, isso acontece por causa da pouca exposição ao sol. Para falar sobre a importância da Vitamina D e o que a falta dela pode provocar, o Grupo Leforte convidou o médico endocrinologista, Dr. Marcio Krakauer. O Dr. Marcio é fundador da Associação de Diabetes do ABC e coordenador do setor de endocrinologia do Hospital Maternidade Christóvão da Gama, do Grupo Leforte. Também coordena o Departamento de Tecnologia, Saúde Digital e Telemedicina em Diabetes, da Sociedade Brasileira de Diabetes e é pesquisador do Centro de Pesquisa Clínica Science Valle Research Institute, associado ao Grupo Leforte.


Como o nosso corpo obtém a vitamina D?


O Dr. Marcio explica que “a Vitamina D, na verdade, é um hormônio. Embora seja chamado de vitamina, ele é sintetizado pelo nosso organismo, como todos os outros hormônios. Enquanto que as vitaminas de fato, são substâncias que o nosso organismo não produz. Até a década de 1970, não se sabia disso e chamaram de Vitamina D. Como o nome ficou consagrado, mantiveram até hoje”.

“A Vitamina D é um hormônio produzido pela pele quando é ativada pelo sol, mas alguns alimentos também são fontes de Vitamina D–como óleo de fígado de bacalhau, peixes gordurosos, cogumelos secos, leite, ovos e fígado bovino”. Porém, o Dr. Marcio alerta que a principal fonte é mesmo o sol”, pois cerca de 80% da Vitamina D que o organismo necessita é produzida após exposição da pele à radiação ultravioleta.

Para ativar a produção de Vitamina D, o Dr. Marcio diz que“épreciso tomarsol durante 20minutos, de três a cinco vezes por semana no mínimo,noperíodo da manhãentre10h e16 horas.Os braços, pernas das coxas para baixo, colo e rosto devem estar livres, preferencialmente sem protetor solar. Do contrário, o corpo não absorve a quantidade necessária de raios ultravioleta”.


A Vitamina D é importantepara quais funções noorganismo?


O Dr. Márcio conta que “a principal ação da Vitamina D é regular o cálcio e o fósforo no nosso organismo e aumentar a absorção desses minerais no intestino quando nos alimentamos. Além de ser responsável pela saúde dos ossos, tem um papel muito importante na força, na contração muscular, na gestação e no crescimento das crianças”.

"Também está sendo pesquisada a relação da Vitamina D com o sistema imunológico. Sabemos que os linfócitos, que são células do sistema imunológico, têm receptores para a Vitamina D, o que indica que ela pode ter um papel na imunidade. Embora ainda não tenha sido determinado exatamente qual seria ele, existem vários estudos sobre os benefícios do uso de Vitamina D em doses diárias elevadas para várias doenças autoimunes, como diabetes tipo 1, lúpus, esclerose múltipla, retocolite ulcerativa e doença de Chron”.


O que a carência de Vitamina D pode provocar?


“Normalmente, uma pessoa precisa de 800 até 2.000 unidades de Vitamina Dpor dia, dependendo de várias condições. E como a maioria das pessoas nãotoma sol o suficiente e nem come os alimentos que podem suprir parte dessanecessidade diária, há uma carência enorme de Vitamina D na populaçãomundial. O que não é diferente no Brasil”. O médico adverte que“a carência daVitamina D pode provocar diversos problemas de saúde”,por exemplo:


  • Osteoporose (diminuição da densidade óssea) e, consequentemente, fraturas;

  • Mau funcionamento dos rins;

  • Fraqueza muscular em adultos e idosos;

  • Problemas durante a gestação, como pressão alta e diabetes gestacional;

  • Parto prematuro;

  • Raquitismo, que é um problema no desenvolvimento dos ossos nas crianças.



A Vitamina D ajuda a prevenir doenças infecciosas?


“Não está estabelecido se ela pode ser benéfica para prevenção de doenças infeccionas, como a Covid-9. Mas a deficiência de Vitamina D está associada com a piora do sistema imunológico. Então, o ideal é que ninguém tenha um nível baixo no organismo”, diz o Dr. Marcio.

O médico explica que “os níveis adequados de Vitamina D na corrente sanguínea vão de 30 a 60 nanogramas por mililitro (ng / mL)”.

–Entre 60 e 100 ng / mL, o nível é considerado acima da dosagem ideal.

Quando é maior que 100 ng / mL, já é superdosagem e existe um risco sériopara a saúde.


As pessoas devem fazer suplementação de Vitamina D?


A suplementação deVitamina D é indicada para quem está abaixo dos níveisnormais. Entretanto, o médico alerta que“a suplementação de vitamina D porconta própria é perigosa,porque muitas pessoas usam doseselevadas, o quepode levar ao excesso de cálcio e causar várias complicações de saúde”, taiscomo:


  • Náusea a vômito;

  • Perda de apetite;

  • Fadiga;

  • Fraqueza muscular;

  • Nervosismo;

  • Pressão alta;

  • Arritmia;

  • Cálculos renais;

  • Parada cardíaca;

  • Falência renal.


“A intoxicação por Vitamina D é algo que vem acontecendo cada vez com mais frequência e pode, em casos graves, provocar a morte. Portanto, a suplementação de vitamina D só deve ser feita com indicação e acompanhamento do médico” ,finaliza o Dr. Marcio.



Este conteúdo é meramente informativo e educativo, sendo destinado para o público em geral. Ele não substitui a consulta e o aconselhamento com o médico e não deve ser utilizado para auto diagnostico ou automedicação. Se você tiver algum problema de saúde ou dúvidas a respeito, consulte um médico. Somente ele está habilitado a fazer o diagnóstico, a prescrever o tratamento mais adequado para cada caso e a acompanhar a evolução do quadro de saúde do paciente.



Fonte: Médico Endocrinologista, Dr. Marcio Krakauer. A convite do Grupo Leforte.





1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo